Logo da GCLI

Blog

image

A incorporação imobiliária sustentável é um investimento inteligente

Os requisitos de uma incorporação imobiliária sustentável

O empreendimento sustentável segue determinados requisitos, que são discutidos e avaliados por certificações internacionais, como o LEED – Leadership in Energy and Environmental Design e compartilhadas pelo GBC – Green Building Council Brasil.

Segundo informações apontadas pelo site da Invescon, estes requisitos propõem:

  • Sustentabilidade da localização do empreendimento

  • Prioridade às necessidades ambientais da localização

  • Qualidade ambiental na construção interior e exterior

  • Eficiência no uso e reutilização da água

  • Eficiência no uso de energia e nas emissões de CO2

  • Materiais e recursos naturais otimizados, da administração à construção do empreendimento

  • Utilização de novas de tecnologias para auxiliar o desempenho

Para a GBC, os empreendimentos que recebem esta certificação têm um consumo de água menor que 50%, energia elétrica menor que 30% e aproximadamente 80% de redução da emissão de resíduos.

Os benefícios dos green buildings – ARTE ECOBuilding, com dados da USGBC

Potencialização da rentabilidade

Por ser tendência mundial no mercado de edificações, investir em empreendimentos sustentáveis pode render excelentes retornos, seja na abertura de parcerias com os governos municipais, seja para potencializar a rentabilidade do empreendedor.

As prefeituras municipais contam com convênios de concessionárias de serviços públicos – como água e energia, entre outros –, têm maiores possibilidades de patrocínios para construções públicas, fomentam práticas de legislação urbana, códigos de edificações, que são fatores importantes para um investimento imobiliário.

Logo, apresentar um projeto sustentável que traga benefícios econômicos e esteja alinhado com a redução de impactos ambientais da cidade pode ser uma parceria interessante para o governo local, além de auxiliar nos custos das etapas do empreendimento.

Segundo dados da Secovi-SP, publicados na revista Mais Negócios, empreendimentos sustentáveis também contam com características que garantem ao empreendedor um excelente retorno de investimento, sobretudo aquele que visa rendas patrimoniais. Estima-se que a taxa de ocupação de empreendimentos comerciais sustentáveis seja maior que os tradicionais – em torno de 23% – e o valor da locação gira em torno de 8% a mais.

Entre as características que potencializam a rentabilidade do empreendimento sustentável, estão:

  • Alta performance em iluminação natural
  • Captação de água da chuva e armazenamento para reutilização em sanitários
  • Telhado verde para reduzir cargas térmicas
  • Materiais de alta eficiência e com pouco uso de água
  • Utilização de fontes renováveis para o consumo energético – como energia solar e eólica
  • Lixo e resíduos recolhidos por empresas de reciclagem

Entre a sustentabilidade e a identidade

Conforme estudo feito em 2008 pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina – Cesusc -, a construção sustentável envolve critérios que vão além dos ambientais, ultrapassa a ideia de diminuir a poluição do ar e depleção da camada de ozônio para algo mais amplo.

Atualmente, a construção sustentável agrega a prática econômica, organizações e empresas que promovam estratégias que satisfaçam a economia continuamente e conserve o capital futuramente.

Portanto, estamos diante de um processo de edificações que envolve a sustentabilidade, visando abastecer serviços que movam a economia do país, no tempo presente e futuro.

Este processo tem sido implementado com novos fenômenos que auxiliam as construtoras e incorporações imobiliárias a chegar a um resultado satisfatório, como o place branding – um conceito que visa trabalhar um local ou uma cidade como uma marca.

O place branding é um conceito que possibilita que as empresas e incorporações imobiliárias observem as necessidades de uma comunidade local, criando um empreendimento imobiliário único, promovendo uma identidade, e que ao mesmo tempo seja viável, sob o ponto de vista econômico e sustentável.
Entre os exemplos mais próximos de projetos, que estão entre a sustentabilidade e a identidade no Brasil, é o Bairro Jardim das Perdizes, na cidade de São Paulo.

Conforme dados da empresa de softwares Construct, o bairro conta com sistema de eficiência energética – incluindo a iluminação natural -, compartilhamento de bicicletas, sistema de drenagem de águas pluviais e 50 mil m² de área verde.

Além destas características, durante o projeto das obras houve o aproveitamento de resíduos de prédios antigos, remanejados nas próprias obras, fator que rendeu ao projeto o 20º Prêmio Master Imobiliário em Sustentabilidade e tornou o bairro o primeiro na América Latina a ter todas as etapas do empreendimento com padrões ligados ao desenvolvimento sustentável.

Imagem ilustrada bairro das Perdizes

Os resultados satisfatórios em projetos como estes não são pensados e colocados em prática, repentinamente. Há uma consultoria técnica para implementar medidas que tornem um empreendimento sustentável e original.

Apostar na consultoria imobiliária pode ser a ferramenta inicial para criar projetos sustentáveis de sucesso, por apresentar soluções inteligentes para cada local e público específico.

image
5 atividades indispensáveis de uma incorporadora imobiliária de sucesso

Entenda quais são os principais aspectos que uma incorporadora imobiliária precisa apresentar para...

Ler mais
image
O que é compromisso de compra e venda?

Compromisso de compra e venda: quando trabalhamos no segmento de investimento em imóveis, uma das c...

Ler mais
image
CINCO AÇÕES FUNDAMENTAIS PARA A IMPLANTAR UM LOTEAMENTO

Quando o assunto é implantar um loteamento, lições sobre o que fazer e quais profissionais contra...

Ler mais
image
Como proteger seu investimento imobiliário com a vistoria do imóvel

A vistoria do imóvel resguarda o seu investimento imobiliário e previne muitas dores de cabeça fu...

Ler mais